20 mixes, Música, Playlist

Vol. 20 – 20 Mixes pra Correr com Música Boa (e uma ou outra ruim)

1c22b071b50d365d296520884fd1f010

Voltando à atividade. Vou ser bem punk rock na mensagem: corra, 2015 ainda não acabou!

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo.

Se você procura uma playlist temática, já tivemos a seleção power pop, soul/funkvozes femininas, a só com eletrônico, a de rock clássico e a de música brasileira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 20:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 19 – 20 Mixes pra Correr com Música Boa (e uma ou outra ruim)

running-at-night-1

Nem sempre a gente continua fazendo o que dá mais prazer, por contraditório que isso seja. Para mim, uma delas é correr à noite. Minhas experiências mais prazerosas de unir música com corrida foram noturnas, mas é raro isso ocorrer atualmente, creio eu por uma questão de conveniência e horários. Paciência, a vida se baseia muito em conveniência e horários e se não tá ruim desse jeito, a gente não esquenta tanto a cabeça.

Anyway, eu fiz essa playlist com um eletrônico de BPM ainda alto e ao mesmo tempo climático, com a ideia de acompanhar uma corrida noturna. Ou seja, a pegada é mais meditativa, digamos, mas ainda é música para correr. Pode ficar tranquilo/a.  Tem Azealia Banks, Flying Lotus, M83, Lana del Rey e Mark Ronson dentro da sequência.

Eu coloquei uma que pode ser atmosférica demais para começar uma corrida – “The Man with the Red Face”, o grande clássico do Laurent Garnier – mas a ideia foi uma música que tivesse esse toque mais ~misterioso~. Vale a pena entrar na minha hein.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo.

Se você procura uma playlist temática, já tivemos a seleção power pop, soul/funkvozes femininas, a só com eletrônico, a de rock clássico e a de música brasileira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3. Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 19 :

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 18 – 20 Mixes pra Correr com Música Boa (e uma ou outra ruim)

From-left-Graham-Coxon-Al-008

Eu confesso que de cara eu não gostei da nova música do Blur, “Go Out”. Continuo não achando à altura das grandes faixas deles. Mas na hora de correr o negócio deu certo. Talvez seja a bateria. Ou a cozinha mesmo, a linha do baixo é supermarcante. Por aí. Subiu no meu conceito. Vamos ver como será o disco, “The Magic Whip”, que sai no mês que vem.

Mas a playlist não é temática. Coloquei algumas de rock pra acompanhar o Blur no começo, mas depois passamos para algo mais pista, com coisas deste ano de Hot Chip, Shamir, Charli XCX e St. Vincent, misturado a “antigas” de Justin Timberlake, The Postal Service e Simian Mobile Disco. Testado, funcionou!

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo.

Se você procura uma playlist temática, já tivemos a seleção power pop, soul/funkvozes femininas, a só com eletrônico, a de rock clássico e a de música brasileira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 18:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 17 – 20 Mixes pra Correr com Música Boa (e uma ou outra ruim)

dave grohl running   Pesquisa Google

Muita gente gastou saliva e espancou teclado nas últimas semanas pra dizer que Dave Grohl representa a bunda-molice no rock. Sei que todos esses gostariam de um mundo em que G. G. Allin, que cagava e comia a própria merda no palco, fosse o verdadeiro valor de rebeldia do rock ‘n roll. Uau, que bonito seria, não é mesmo?

Bom, é que aqui nos 20 Mixes a gente não se importa com essas coisas. Ou olha de um outro jeito. “Good Grief” dos Foo Fighters é boa demais pra correr e tem lugar garantido na playlist.

E aqui vai mais um especial de rock, agora a partir dos anos 1990. Tem QOTSA, Ministry (com “Jesus Built My Hotrod”, com certeza uma das cinco melhores músicas para correr e uma das cinco músicas mais perigosas para dirigir), alt-J, PJ Harvey e Le Tigre. Para volta de relaxamento, “I’m the Man Who Loves You”, do Wilco, para lembrar de quem você ama.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo.

Se você procura uma playlist temática, já tivemos a seleção power pop, soul/funkvozes femininas, a só com eletrônico, a de rock clássico e a de música brasileira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 17:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 16 – 20 Mixes pra Correr com Música Boa (e uma ou outra ruim)

poolmein2

Muito quente pra correr, né?

Bom, saindo antes das 8h da manhã ou à noite, dá pra encarar e ter corridas ainda melhores do que o habitual – quebrar a rotina, descobrir novos horários, aquele lance do limão e da limonada.

Mas é verdade que esses dias têm sido bravos para quem tem horários limitados. Pensando nisso, esse novo episódio servirá tanto pra corrida quanto pra festa na piscina. Afinal, a gente sempre tem tempo pra festa na piscina. É o 20 Mixes edição de verão.

Tem Pharrell (fica tranquilo que não é “Happy”), Ladyhawke, Goldfrapp, Little Dragon e Lindstrøm & Christabelle.

Acaba com uma das músicas mais relaxantes da história, o fim de festa épico, o pôr do sol na piscina:” Feel It All Around”, do Washed Out.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo.

Se você procura uma playlist temática, já tivemos a seleção power pop, soul/funkvozes femininas, a só com eletrônico, a de rock clássico e a de música brasileira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 16:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 13 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

Tom_Tom_Club

É hora de relaxar. Mesmo sem os presentes de Natal comprados, certo? Então vamos com uma sequência descompromissada, com faixas que soam mais relaxadas para uma corrida de fim de ano tranquila, só pra pré-compensar a farra gastronômica que vem por aí (você não vai ficar no peito de frango e batata doce, né?, PLMDDS).

A sequência tem o Tom Tom Club da foto acima, com aquela que você vai falar “mas isso não é de uma música da Mariah Carey?”, Chromeo, Cake, Meghan Trainor, Blackalicious e “Why Can’t We Be Friends”, do War, para acabar em clima de paz.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo.

Se você procura uma playlist temática, já tivemos a seleção “vozes femininas”, a só com eletrônico, a de rock clássico e a de música brasileira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 13:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 12 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

Pantera

Err… imagem meramente ilustrativa.

Mas hoje vamos de rock clássico. Não só rockão, arena, aquela coisa de macho tipo essa foto acima. Tem um pezão pesado no punk. Mas o pessoal da Galeria do Rock ia aprovar o Nazareth no meio – e você moderninho também deveria. Tem Elvis… Costello, claro. Também uns anos 80 bom pra pistinha (de corrida e de dança) pro final. E pra fechar e relaxar a música mais bonita já composta: “Thirteen”, do Big Star. Coisas de velho – o que nos lembra que correr é importante para aturar bem a velhice (humor, juntas etc).

E essa é mais uma playlist temática. Já tivemos a seleção “vozes femininas”, a só com eletrônico e a de música brasileira.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo?

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 12:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 11 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

novos baianos

Depois da seleção “só vozes femininas”, da playlist só com eletrônico da semana passada, agora temos uma nova temática: só música brasileira. Foi bem mais fácil do que eu pensava! O segredo tá na percussão, claro, ajuda a manter o ritmo, mas um solo de Pepeu Gomes (que desgraçadamente não aparece na brilhante foto acima)  pode turbinar mais o fôlego para uma subida do que 20 tambores juntos.

Não podia deixar de colocar “Estrelar”, do Marcos Valle, por motivos óbvios, e o novo episódio ainda apresenta Jorge Ben, Russo Passapusso e a sensacional “Piranha” de Alypio Martins.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 11:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 10 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

IconaPop

Eu confesso: o “música boa (e uma ou outra ruim)” não passa de marketing. Todas as músicas aqui são boas! Mas é só pra dizer que não temos absolutamente nenhum compromisso com o que é conhecido como “bom gosto”, aqueles nomes chavões que soltam para impressionar na rodinha das festas. “Ai, adoro Miles Davis-e-Chico Buarque-e-Cat Power”. Bom, todos esses artistas que eu adoro e também todos nomes seguros para não passar por uma pessoa de “mau gosto”. Se aqui pintar de gostar de sonzinho que coxinhas apreciam, azar nosso, admitiremos culpa no tribunal superior dos descolados sem problema. E é o caso da sensacional “I Don’t Care (I Love It)”. É música que David Guetta, que considero o maior mané da música eletrônica (mas se você gosta tá tudo bem), adora colocar em seus sets. É música de academia, música das 7 Melhores, e perfeita pra correr. Tinha que entrar obrigatoriamente.

E o que temos mais hoje? Hoje também é edição temática. Depois da seleção “só vozes femininas”, hoje só tem eletrônico. Pode vazar, roqueiro. Caribou, Modeselektor e apenas a melhor música para correr, “Mandarine Girl”, e a segunda melhor música para correr, “Hey Boy Hey Girl”. Edição comemorativa de 10ª semana!

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 10:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 9 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

 

bob-dylan-52fe6be6-hero

Duvida que dá pra correr com Bob Dylan e Van Morrison em um mesmo mix? A gente prova aqui. “Tombstone Blues” já foi testada e aprovada diversas vezes. Prestar atenção na letra no meio da corrida é muito bom. Às vezes dá até vontade de chorar. Mas isso é papo pra uma outra playlist. O Van Morrison, bom, aparece na verdade em uma versão disco do Santa Esmeralda. E é “Gloria”, aquele mesmo hit que Doors, Patti Smith e tanta gente boa já gravou.

Aliás, essa tá no meio de uma sequência meio pista de dança, com a nova do Mark Ronson (+ Bruno Mars), Justin Timberlake, Tim Maia e Daft Punk. Baixou a adrenalina, começou a caminhar e relaxar? Entra o Real Estate, que, aliás, toca nesta semana em São Paulo.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 9:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 8 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

tumblr_m406v1aoj51rvzrpno1_500

 

 

 

 

Hoje só tem mulheres cantando. E não muda nada. Digo, embora a playlist seja temática, as músicas continuam diagonalmente diferentes umas das outras dentro da playlist, como de costume. Mas, como diria o Neguinho da Beija-Flor , “melhor que uma mulher, só dez mulher”. Então hoje temos 16 músicas com mulheres nos vocais principais.

Na verdade 15, né? Por que a Taylor Swift, que lançou uma das melhores músicas pra corrida em 2014, tirou todas as faixas dela do Spotify justamente na semana que passou. Ela tem suas razões. Mas atrapalhou a playlist. Tudo bem. Você pode baixar cof cof cof legalmente “Shake It Off” e colocar numa playlist com as músicas abaixo. A ideia era colocar de segunda da sequência.

Que mais? Começa com Janelle Monáe passa por Bikini Kill e chega até Elza Soares. Pra desacelerar, duas músicas, uma da Lianne La Havas e outra da Marcia Griffiths, a rainha do reggae.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 8:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 7 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

chicobrain2





















Endorfina é bom demais. Aliás, a principal razão pra eu manter a disciplina nesses anos todos é porque ouvir música sob a liberação de endorfina tem um efeito muito marcante. Esse estudo mostra o que acontece com o seu cérebro nessas condições. Com a playlist certa, esse efeito se intensifica. De certa forma, minha devoção toda por isso tem um pouco do lance dos noias. Mas faz bem pra saúde.

Vamos ao episódio de hoje: temos a música sobre pé na bunda mais engraçada da história (“Song for the dumped”), “Helter Skelter” dos Beatles pelo Aerosmith (porque o Spotify não pode tocar Beatles!), uma faixa que você tinha certeza que era aquele hit do Stereo MCs e uma música tensa do Radiohead que ganhou um clima beeeem tranquilizante pelo Zero 7 – a escolhida para começar a diminuir a velocidade.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 7:

 

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 6 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

corridaRessaca brava, né? Sensação de sangue preso e o escambau. Hora de voltar à vida normal, deixar de se estressar com posts no Facebook. Então essa playlist vai na onda do “Corre corre erê” que a Karol Conka canta e o fato de ela não ser uma das estrelas da música brasileira é um dos sinais de “olha quanta coisa errada no país”. Mesmo.

O que mais? Eu repito Todd Terje (pela primeira vez eu repito um artista na série) porque, além de ter feito um dos discos do ano, ele é perfeito pra correr. A playlist ainda tem Diana Ross e Ramones e você vai saber que os dois juntos vão fazer sentido na corrida. “Spill the Wine”, de Eric Burdon com o War – uma música que merece uma versão com vocal feminino – foi a escolhida para começar a diminuir a velocidade.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 6:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 5 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

the-sopranos-james-gandolfini-10

Tenho um monte de amigos e pessoas cujo gosto eu confio que colocam Sopranos como a maior série da história. É muita gente boa falando isso, então deve ser. Ainda não dei a atenção necessária, mas um dia isso rola. Certeza. De qualquer forma, nos três capítulos que eu assisti, a música de abertura sempre era de arrepiar. E empolga pra correr, isso eu já posso garantir. Empolga a ponto de você querer sair dando uns sopapos na cara de alguém que não pagou o pedágio de Tony. Tá, isso não é legal de imaginar.

O que mais? Afrikan Boy faz um dos melhores usos para um sample de Fela Kuti, tem aquela música que você pensa que é do Soft Cell, tem a Emiliana Torrini, uma Björk que dá pra correr ouvindo, e o Roy Ayers foi o escolhido para começar a diminuir a velocidade.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 5:

Padrão
20 mixes, Música, Playlist

Vol. 4 – 20 mixes pra correr com música boa (e uma ou outra ruim)

bowie_jbAlém de acompanhar a corrida, a trilha sonora de hoje revê uma história bem curiosa. Você sabia que James Brown já roubou uma música de David Bowie?

“Fame” teve seu (dã) famoso riff criado por Carlos Alomar, um guitarrista que havia trabalhado com James Brown por 9 meses. Contam que foi uma cópia na caradura: JB ouviu a música lançada por Bowie em 1975 e imediatamente mandou sua seção de metais replicar a melodia principal. Aqui na playlist “Fame” entra na versão remixada de 1990, mais ritmada pra uma corrida.

O que mais? The Cure serve sim pra correr, The Roots tem um riff sensacional para os momentos iniciais do exercício, essa do Foster the People é irresistível e Jungle foi escolhida para começar a diminuir a velocidade.

A série tem playlists de 50 minutos a 1 hora, contando o tempo pra aquecer e aqueles minutos finais de caminhada e baixando o ritmo. Vai começar já correndo? Se quiser, pula a primeira.

Para ouvir sem conexão com a internet, o Spotify tem uma opção offline para assinantes. Ou você pode baixar cada uma naquele velho estilo e jogar a sequência no tocador de MP3.

Se você perdeu as primeiras playlists, você acha elas aqui. Ou no próprio Spotify, jogando meu nome de usuário na busca: spotify:user:shinsuzuki

Vamos agora ao Vol. 4:

Padrão