Livros

O espelho negro de Ricardo Lísias

capa  Ricardo Lisias Divorcio.inddEm um episódio de ‘Black Mirror’, série de TV britânica focada no impacto das novas tecnologias sobre a nossa vida atual ou o nosso futuro próximo, um casal começa a se corroer pelo ciúme. O Iago da história, à diferença do de Shakespeare, não se fia apenas no que os olhos observam: no cenário imaginado pelo seriado, nossas ações e interações ficam guardadas em uma espécie de HD externo implantado no corpo e podem ser checadas a todo momento. Assim, cada olhar, cada expressão, cada detalhe das pessoas à sua volta são reexaminados obsessivamente. Todos os crimes ocorridos aos nossos olhos agora têm provas quase cabais. É uma questão de colhê-las e juntar as peças.

Ricardo Lísias não tinha essa tecnologia à disposição. Tinha um diário da esposa. Mas a julgar seu relato como uma peça fidedigna de um momento de sua vida (ele defende que é somente uma obra de ficção a partir de um fato real), ele sofreu igual ao herói futurista com os vastos detalhes de uma enganação. Sua história virou um conto e posteriormente um livro que é maior a sensação deste ano entre críticos, jornalistas, escritores e pessoas do mercado editorial brasileiro (e não necessariamente entre todos os que compram livros no país. Provavelmente há títulos de auto-ajuda e fantasia com maior ressonância).

‘Divórcio’ se fundamenta em uma catarse. É um livro que tem problemas técnicos como literatura e não sou eu quem diz, e sim o próprio autor em seu próprio livro. E é uma obra que diz bastante sobre nosso tempo no sentido de escancarar a intimidade de todos os envolvidos. Não, não é ficção. A linha divisória traçada é quase invisível, como se o autor temesse que a dor real vivida ali pudesse soar… ficção. É papo reto, e a estrutura narrativa deixa isso claro.

“Morro só mais uma vez”, “um corpo em carne viva” são algumas das expressões repetidas ao longo e até o fim da história para expressar a sensação de saber quatro meses após a concretização de um casamento que a esposa o despreza – o diário descreve-o como um autista, alguém que não viveu a vida, que passou seus anos apenas com os livros e não proporcionará as aventuras que ela deseja na vida. É relatada no caderno uma traição 40 dias após a celebração da união. O Iago desta história deixa de ser Iago porque tem provas irrefutáveis de que é um marido de baixo valor para a dona do diário.

Após a separação, o protagonista conta que foi alvo de graves calúnias e intimidações por parte do círculo da agora ex-mulher. Já deixamos o ponto de partida real, como afirma o escritor, e entramos agora no terreno da ficção? Difícil. Lísias não bancaria pintar falsamente a ex-mulher como um ser maligno em uma trama que nem se resolve bem como ficção. Parece mais a ideia de vida real > ficção – e reside aí o grande valor do livro. O fantástico aí é se concretizar como uma vingança perfeita, que soaria forçada no final de um filme do Supercine. Combina com o que o próprio Lísias diz a respeito da ex-esposa: um personagem de ficção, pouco crível por ter feito o que fez.

O autor também já afirmou que ‘Divórcio’ é um livro sobre o jornalismo feito no Brasil. A atmosfera, os personagens, tudo remete a uma Redação que já conheci (de novo: não é ficção). A imagem que é formada perante os colegas nesse ambiente depende de seus gostos e preferências pessoais.  Ser cool ou não ser cool, essa bobagem vazia, eis a questão. Até as relações trabalhistas são afetadas por isso, já que parte de um salário fora do eixo é pago em coolcards. Sim, hoje declaro categoricamente que prefiro minha parte em dinheiro. Mas isso é parte, e não todo da obra, ao contrário do que Lísias sustenta.

‘Otelo’, ‘Divórcio’, ‘Black Mirror S01E03’, ao final o fio que une essa e outras peças é ver o que será feito com o que se tem diante de seus olhos. Isso nunca mudará.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s