Música

Saudades do tempo que não vivi

Na minha 5ª série, gostasse o sujeito da sala ou não, dance house era o som que dominava as festas – ou só desejos de estar em festas, como era mais frequente com pré-adolescentes (eu) criados por pais mais restritivos. Era 1989, 1990, época de apostas fortes no gênero de rádios como a Jovem Pan ou a Nova FM, esta última por um bom tempo de programação absolutamente 100% dance. O pessoal do rock, ao qual eu iria aderir pouco tempo depois, apelidou tudo isso de ‘poperô’, pra descascar logo o que chamavam de ‘o som dos boyzinhos’. Era referência a ‘Pump It Up’, do Technotronic, provavelmente o maior hit do período das (palavra hoje jurássica) ‘danceterias’.

Um pouco à frente, me interessei por bandas mais respeitadas ligadas à acid house e à dance music como o Happy Mondays – mais pelo que lia a respeito. Tinha uns 12 anos e me lembro de uma capa da Ilustrada sobre a vinda deles pro Rock In Rio II com um título ‘Shaun Ryder diz que trará mil tabletes de ecstasy para o Brasil’. Fiquei, veja só, do alto dos meus 12 anos com vontade de tomar ecstasy – coisa que até hoje não fiz e provavelmente nunca farei. E adorava demais ver o clip na MTV Brasil de ‘Step On – Remix’.

Quase 15 anos depois, quando li ‘Last Night a DJ Saved My Life’, a história do DJ e da música eletrônica, fui atrás dos maiores hits da acid house que rolavam nesta época. Descobri Orbital, 808 State e A Guy Called Gerald – DJ inglês que toca no sábado que vem na D-Egde e, por essa ocasião, me trouxe essas memórias.

Eram faixas que eu nunca tinha escutado, mas que nelas tinham impregnado o clima da época e a recordação da vontade (e só, com aquele gostinho doce de melancolia) de ir às festas. Uma espécie de madeleines de Proust de uma forma um tanto alterada, já que elas nunca embalaram nada, nem mesmo noites imaginárias.

Abaixo, o maior hit de A Guy Called Gerald e uma do 808 State em que ele tem o dedo.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s